Trainspotting 2 – O reencontro 20 anos depois

Se você nunca assistiu ao filme Trainspotting, de 1996, dirigido por Danny Boyle, pare TUDO e assista. Hoje. Agora. Também vale ler o livro que deu origem ao filme, escrito por Irvine Welsh, simplesmente brilhante.

Trainspotting, o original

Trainspotting é um filme britânico, perturbador e (apesar da controvérsia) muito divertido sobre o mundo da droga em Edimburgo, na Escócia. Com tema e estética pesados e sujos, o filme narra a história de 4 viciados em heroína a partir do ponto de visto de Renton. O protagonista, que inicialmente idolatra a heroína e sua vida excitante e sem limites, eventualmente tenta sair do vício. Não só do vício, mas da vida “errada” que levavam, o que significaria deixar seus amigos para trás…

O filme foi recebido de forma bem dividida por público e crítica quando lançado. Ele é muito explícito e mostra claramente os dois lados da vida de um viciado: o lado da sensação boa, do tesão, da experiência sensorial; e o lado do desespero, da prisão psicológica, do desamparo. Muitos crucificaram o filme, dizendo que ele faz apologia ao mundo das drogas ao enaltecer os efeitos da heroína. Mas é em uma cena no meio do filme – angustiante e inesquecível – que fica claro que o intuito é exatamente o oposto.

A cena mais icônica de Trainspotting é a primeira. A famosa cena onde conhecemos Renton e a sua visão de mundo. O texto “Choose life“, onde ele ignora todas as coisas boas que se pode esperar de um futuro, realmente marcou uma geração:

choose life trainspotting filme renton ewan mcgregor

Trainspotting 2, o reencontro

Primeiro, houve uma oportunidade. Depois, uma traição.

Para a loucura total de todos os amantes do filme, 20 anos depois, será lançado Trainspotting 2. Com o mesmo diretor e todo o incrível elenco original: Ewan McGregor, Johnny Lee Miller, Robert Carlyle e Ewen Bremmer. O filme realmente narra o reencontro dos 4 amigos em tempo real, 20 anos depois, quando Renton retorna à Escócia. Aparentemente livres das drogas, agora eles terão que lidar com as histórias mal resolvidas do passado.

Só pelo trailer já dá pra saber que o estilo do filme continua exatamente igual. A música principal “Born Slippy” do Underworld também aparece no novo trailer, junto com uma versão atualizada do famoso monólogo de Renton, trazendo uma nostalgia inexplicável.

Não deixe de assistir ao primeiro filme pra entender como os personagens chegaram até aqui. Depois, dá uma olhada no trailer do próximo filme, com lançamento confirmado para Janeiro de 2017:

Autor

Paulistana, 25. Formada em Cinema pela FAAP e em Roteiro para Séries de TV e Filmes pela Vancouver Film School. Escritora, Produtora e Tradutora Audiovisual, especializada em binge-watching series since before it was cool.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *