Jogo que contará empreitada brasileira na Segunda Guerra Mundial entra em financiamento coletivo

Smoking Snakes será um jogo multiplayer FPS que reviverá a história da FEB durante a Segunda Guerra Mundial

O Smoking Snakes, jogo que se passará na Segunda Guerra Mundial e contará a história dos 25 mil homens da Força Expedicionária Brasileira (FEB) que foram enviados para o confronto, entrou em processo de financiamento coletivo.

Todo o jogo será baseado em fatos e lugares em que a Força Expedicionária Brasileira esteve. Os mapas do jogo são baseados em fronts de batalha históricos que estão sendo fielmente desenvolvidos pela equipe. Além disso, haverá um sistema exclusivo de mudança de clima, que deixará os combates ainda mais difíceis e únicos.

Em Smoking Snakes, as partidas serão dividas em três modos de jogo e, por meio de um sofisticado sistema de ranqueamento e busca de partidas, os jogadores serão colocados em lobbies específicos dependendo do seu nível de habilidade.

O nome do jogo é uma referência à expressão “A cobra vai fumar”, utilizada para se referir aos mais de 25 mil homens da FEB que foram enviados para a Itália durante a Segunda Guerra Mundial. Essa expressão se originou de uma fala do então presidente brasileiro Getúlio Vargas, que disse em um pronunciamento: “É mais fácil uma cobra fumar do que o Brasil entrar na Guerra”.

“Acreditamos que a história é viva e, por isso, resolvemos lembrar dos soldados que foram enviados para a Segunda Guerra Mundial”, contou Dênis Fernandes, responsável pelo projeto. “Smoking Snakes não é um jogo/documentário, no entanto, temos como objetivo principal transportar o jogador para dentro de um front de batalha e, para isso, utilizaremos de relatos históricos e fotos da época para criarmos o cenário e a ambientação do jogo. Todo o som emitido pelas armas de Smoking Snakes será desenvolvido com o maior nível possível de fidelidade”, completou.

A arrecadação de fundos para o desenvolvimento do jogo foi dividida em cinco níveis e, em cada um deles, estão detalhados os custos operacionais. “Ao todo vamos precisar de R$ 150 mil e montamos uma planilha detalhada de custos para prestar contas aos nossos apoiadores”, explicou Dênis.

As recompensas para quem apoiar a campanha de financiamento coletivo estão divididas em seis níveis diferentes e incluem desde acesso ao alpha até multiplicadores de experiência e armas exclusivas.

 

Acesse o link da campanha de financiamento coletivo do Kickante – https://www.kickante.com.br/campanhas/feb-game-fps-segunda-guerra-mundial

 

gustavo

Sobre o autor

22 anos, designer, amante de filmes, séries, games e tecnologia. Viciado em coca-cola e violão.

Veja outros artigos de gustavo