Crítica: Roteiro – Harry Potter And The Cursed Child

J.K. Rowling quebrou a internet quando confirmou que Harry Potter ganharia uma peça teatral. A peça chamada Harry Potter And The Cursed Child começa exatamente onde Harry Potter e as Relíquias da Morte acabou. Seu lançamento oficial aconteceu neste final de semana, 31 de julho, junto com o lançamento da versão impressa do script da peça. A data foi escolhida a dedo pela autora, pois é o seu aniversário e também o aniversário de Harry Potter.

A peça foi escrita por John Tiffany e Jack Thorne, e foi baseada em uma história escrita pela própria J.K. Rowling. O roteiro foi lançado em formato de livro para matar a ansiedade dos fãs, já que a peça só está em cartaz em Londres. Ao ler o roteiro, precisamos ter em mente que ele não é um livro, ele não foi feito para ser lido pelo público e sim para ser interpretado no palco. Então muitos fãs podem se decepcionar se estiverem esperando o mesmo estilo de escrita que encontramos nos livros e até mesmo nos textos do Pottermore. O roteiro é divido em duas partes, assim como a peça, o que permite que a história seja contada em detalhes, sem correria.

Pouca ação acontece na parte um do roteiro, o que é compreensível, já que ela situa a história para tudo que acontecerá na parte dois.

Na parte um descobrimos o rumo que a carreia de Harry, Rony e Hermione tomou após derrotarem Lord Voldemort. O destino do trio não é diferente do que esperávamos, talvez a única que surpreenda um pouco seja a Hermione, mas se pararmos para pensar tem tudo a ver com a personagem. O relacionamento dos três parece ser o mesmo. Hermione continua brilhante e mantendo Rony e Harry na linha. Harry é muito competente no que faz, tem uma aptidão natural para o mundo bruxo. Rony, bem, continua sendo o Rony que já conhecemos, ele tem um papel secundário na história.

HP_17

Draco Malfoy, Rony Weasley, Hermine Granger, Harry Potter e Gina Weasley no Ministério da Magia.

Os novos personagens são introduzidos logo no início do roteiro. São eles os filhos de Harry e Gina, Rony e Hermione e Draco e Astoria. Algo que nos surpreendeu nesta parte, foi o destaque dado ao filho de Draco, Scorpius, e o quão diferente do pai ele é, pela primeira vez nos simpatizamos por um Malfoy! Outra surpresa foi a pequena participação de Rose, filha de Rony e Hermione. Quando esta imagem da atriz foi divulgada, imaginou-se que ela teria um papel de destaque.

cursed-child-opening-look

Rose Granger-Weasley na seleção das casas.

Um dos pontos altos do roteiro é o relacionamento entre Harry e seu filho Alvo Severo. É muito interessante assistir a forma que Harry tenta lidar com seu filho. Os dois não conseguem se entender e Alvo passa por momentos difíceis, já que ele não é o que todos esperam do filho de Harry Potter. Além disso ele carrega o nome de dois dos bruxos mais famosos e encara isso como um fardo. A interação entre os dois nos lembra muito a relação entre o jovem Harry e o grande bruxo Dumbledore.

HP_12

Harry Potter e Alvo Severo Potter um dia antes do terceiro ano em Hogwarts.

Ainda na parte um, Alvo e Scorpius se encontram em uma situação de grande risco, o que traz à tona a tão conhecida rivalidade entre Harry e Draco. Os garotos se envolvem em uma missão com bruxos extremamente poderosos e acabam utilizando o tão famoso Vira Tempo. Eles revivem uma das histórias mais marcantes de toda a série. Scorpius, assim como Alvo, precisa viver com o peso de um sobrenome, Malfoy.

HP_9

Scorpius Malfoy e Alvo Severo.

Na parte dois é onde toda a ação acontece e qualquer coisa que falarmos aqui pode ser um spoiler. A parte dois parece menos um roteiro e mais um livro, em alguns momentos você até esquece que está lendo uma peça.

O enredo da peça é bem diferente das teorias criadas pelos fãs. Eles conseguiram seguir uma linha que ninguém esperava, pelo menos não encontramos nada na internet que chegasse perto do tema da história. Ao longo da leitura você consegue prever alguns acontecimentos, mas no geral foi bem surpreendente.

Algumas partes são muito nostálgicas para os fãs da série, como o embarque dos alunos na plataforma 9 ¾, a seleção para as casas e a presença de personagens como a professora Minerva McGonagall.

HP_8

Seleção das casas. Vocês conseguem identificar a professora McGonagall?

J.K. Rowling publicou que os fãs se emocionariam muito com a história, o que não aconteceu com a leitura do roteiro, pelo menos comigo. Acredito que esse efeito virá apenas com a peça.

Muitas cenas acontecem no trem que leva os alunos a Hogwarts e na Floresta Proibida. A história também é repleta de feitiços e poções. Mal podemos esperar para ver como isso será reproduzido no palco. A reação do público que já assistiu à peça está sendo muito positiva! Muitos dizem nunca terem visto nada parecido e que os efeitos especiais são espetaculares.

Sobre os pontos fracos, esperávamos uma participação maior da filha de Rony e Hermione e também dos demais filhos de Harry e Gina. Também gostaríamos de saber o rumo de outros personagens da série, como por exemplo George, será que ele se recuperou da morte de Fred? E o filho de Tonks e Lupin, qual foi o destino dele? Nada disso é abordado na peça.

O roteiro pode ser adquirido nas principais livrarias, mas por enquanto só está disponível em inglês. A versão traduzida será lançada em 31 de outubro deste ano. J.K. Rowling disse que esta é a última história sobre Harry Potter. Ela afirmou que o final de The Cursed Child é o desfecho perfeito para a história do bruxo, no entanto, quando Harry Potter e as Relíquias da Morte foi lançado, ela também afirmou que não escreveria mais sobre Harry Potter, então ainda há esperança! Além disso, há rumores de que a história possa ser adaptada para o cinema, o que seria excelente por causa dos efeitos especiais.

Mais uma vez J.K. Rowling nos impressionou com seu talento, o que nos deixou ainda mais ansiosos para o lançamento de Animais Fantásticos e Onde Habitam, já que ela é responsável pelo roteiro.

E aí, ansiosos para esse nova fase do mundo mágico de Harry Potter?!

jaquelineleo

Sobre o autor

Formada em Gestão de Negócios, com talento natural para assistir séries. Fã de música, literatura e super heróis. Sempre em busca de uma série nova para assistir.

Veja outros artigos de jaquelineleo