Bacon na BGS: Distortions

BGS10: Distortions, criado pela Among Giants, é um game brasileiro deslumbrante com uma aventura psicodélica focado no poder da música.

screenshot

O ambicioso Distortions já está a desenvolvimento há anos, e estamos cada vez mais próximo de seu lançamento. Eleito pela Gamespot como Melhor da BGS, é inegável que é o game mais único, intrigante e belo da feira. E sim, estou contando os que não são indies também. Distortions é aquele game que prova que o cenário indie é capaz de combater a indústria cruel de desenvolvimento de games que estamos atualmente, aonde os games custam milhões e até mesmo bilhões, saem por um preço absurdo, principalmente aqui no Brasil, e ainda chegam incabados, simples, cheio de bugs e erros, repetitivos e chatos.

Distortions é o oposto de tudo isso. Você controla a personagem que simplesmente é chamada de “Menina”. Você está em um mundo psicodélicos de sonhos, em uma jornada para encontrar as próprias memórias. O game é sobre realidade, expectativas e relacionamentos. Você tem um violino, e usa ele para atacar, se defender, e aterar o cenário. Você aprende notas para alterar o cenário de diversas formas, como retirar o som do ambiente, mover e destruir objetos. Ao tocar o violino, sobe um menu que é parecido com os clássicos Guitar Hero, aonde cada corda é um botão, e você tem que tocar a melodia correspondente. Existe também um modo mais livre, aonde você toca à vontade, usando a criatividade e as habilidades disponíveis para superar os desafios. O game promete usar todos esses recursos para criar puzzles interessantes e criativos.

Junto aos puzzles, existirá um mundo aberto e exploração, e o mundo surreal do game parece muito bonito e curioso. Serãos mais de 15 horas de gameplay, e o enredo promete envolver o player em cada segundo. O elemento música, ainda mais com um violino, promete ser uma experiência única e incrível para os gamers. Os criadores do game citam o fato de que as mecânicas de gameplay existem em função do enredo, e não o oposto. Isso é raro hoje em dia, até mesmos em empresas grandes, e com certeza já vale a pena ser conferido somente por esse fato.

 

 

Renato Dias